Área do Corretor

Faça seu login com as suas credenciais.

Informe seu contato

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Blog

11 de março de 2020

A compra do sonhado imóvel vai acontecer em 2020? Descubra porque será possível

A compra do sonhado imóvel com certeza será possível em 2020. Seria possível lembrar quantas vezes você e sua família já planejaram a compra de  uma casa ou apartamento?  Anime-se porque estamos apenas no início do terceiro mês do ano, e ele já se mostra favorável para a realização deste grande sonho.

Neste artigo vamos te ajudar a decidir a compra do seu imóvel ainda para este ano, será memorável sair do aluguel e ter seu lugar especial. Este é o momento de esquecer a crise dos anos anteriores e dar inicio a este investimento seguro.

Economia mais fortalecida: Se existe um fator determinante que eleva a confiança em investimentos em longo prazo e com valores mais elevados é o Produto Interno Bruto (PIB). Neste campo norteamos otimismo com a estimativa de elevação dele, compradores e investidores, sempre ficam atentos a este desempenho, pois tem influencia direta nas captações imobiliárias.

Logo no inicio de 2020  governo elevou a sua projeção para a alta do Produto Interno Bruto (PIB) este ano a 2,4%, sobre 2,32% anteriormente, citando fatores como a baixa taxa de juros e a expansão do crédito livre como motores do crescimento econômico.

Lançamentos Imobiliários:

Outro aspecto que tem influência nesse crescente otimismo é o aumento no número de lançamentos de imóveis, tanto em Mato Grosso, como em todo o Brasil. O crescimento brasileiro neste setor representou 11,8% no segundo trimestre de 2019 em comparação à mesma época no ano anterior. A crescente ajudou a aumentar as vendas de imóveis, que, segundo a CBIC, subiram para a quantia de 16%.

Até novembro de 2019, empresas do setor imobiliário puseram cerca de R$ 4,4 bilhões em caixa através da capitalização que ocorreu via oferta de ações na Bolsa de Valores. Em Cuiabá o mercado imobiliário também se prepara para lançamentos, principalmente empreendimentos verticais.

A compra do sonhado imóvel
A compra do sonhado imóvel com certeza será possível em 2020.
Estimativa imobiliária para 2020

O cenário de 2019 foi o melhor em relação aos últimos quatro anos. O percentual de fechamento de vendas também aumentou, chegando a 15% no Brasil. Graças a esses aspectos, o mercado imobiliário em 2020 tem terreno seguro. Em Mato Grosso, por exemplo, os dados do relatório do último ano mostram crescimento de 5,07% no número de unidades comercializadas, de 8.113 em 2018 para 8.546 no ano seguinte. Observou-se também melhora no valor transacionado para o mesmo período, chegando a R$ 2,6 bilhões, alta de 1,1%. Ainda assim, o número de imóveis comercializados em 2015 ainda foi maior, com 10.411 unidades vendidas.

Estímulos à construção civil

As empresas podem contrair crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal com juros mais baixos. As novas regras foram anunciadas pelo banco que reduziu as taxas das operações corrigidas pela Taxa Referencial (TR) e anunciou duas linhas de crédito para o setor da construção civil,  indexadas pela inflação ou pelo certificado de depósito interbancário (CDI). Segundo a Caixa, para todas as modalidades, as taxas de juros serão definidas de acordo com o perfil e relacionamento da empresa.

Taxa Referencial

As taxas dos financiamentos corrigidos pela TR caíram cerca de 30%, passando de TR mais 9,25% ao ano para TR mais 6,5% ao ano para as empresas com conta na Caixa. Para empresas sem relacionamento com o banco, a taxa cai de TR mais 13,25% ao ano para TR mais 11,75% ao ano.

IPCA e CDI

Para as linhas corrigidas pela inflação, as taxas variarão de IPCA mais 3,79% ao ano para IPCA mais 7,8% ao ano. Os financiamentos indexados ao CDI terão duas modalidades de cobrança: uma com taxas que variam de CDI mais 1,48% ao ano a CDI mais 5,4% ao ano e outra entre 119% a 194% do CDI.

Os financiamentos corrigidos pelo CDI ou pela inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) valem para duas modalidades. A primeira é Apoio à Produção, mais conhecida como “Imóvel na Planta”. A segunda é Plano Empresa da Construção Civil, conhecida como Plano Empresário, destinada à construção de imóveis e que permite o financiamento para pessoas físicas quando 80% do empreendimento estiver construído.

As linhas de crédito imobiliário para pessoas jurídicas têm até 36 meses de prazo de construção e de retorno (quando o dinheiro investido começa a ser recuperado). O tomador pode começar a pagar as parcelas até 12 meses depois da assinatura do contrato.

Vale a pena comprar imóvel?

Claro que sim, esta é a grande conclusão.  Procure por condições especiais, as construtoras e imobiliárias estão mais dispostas a negociar. E não esqueça os juros de financiamento estão mais baixos e há preços estáveis.

O que levar em consideração na compra do sonhado imóvel

Compromisso de 30 anos: Geralmente, comprar imóvel implica comprometer cerca de 20% a 30% de sua renda familiar por um período extenso, entre 25 e 30 anos.

Preços: Para quem quer comprar imóvel em 2020, há uma vantagem: os preços continuam estáveis há dois anos mesmo diante de maior procura. 

Juros de financiamento menores: Com a queda da taxa Selic, os juros de crédito imobiliário estão mais baixos, o que representa grande vantagem para quem deseja financiar o imóvel.

Inscreva-se em nossa newsletter!

E receba promocões e novidades do mercado de ímovel no seu email

Central de Vendas
(65) 3627.5555
Assessoria de Imprensa
(65) 3056.7280
Locação
(65) 3056.7219