Área do Corretor

Faça seu login com as suas credenciais.

Informe seu contato

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Blog

18 de maio de 2020

Quer comprar ou vender um imóvel? Tenha toda a segurança que apenas um corretor de imóveis pode oferecer

Se perguntarmos quais são os principais sonhos de alguém, tenha a certeza de que ter o próprio imóvel estará sempre entre as principais respostas. Então, se ter um lar é item de grande desejo, saiba que para consegui-lo é preciso contar com a expertise de um corretor de imóveis. Aliás, o exercício desta profissão é amparado por lei, na realidade, só um corretor de imóveis pode fazer transações imobiliárias. Nem sempre é tarefa fácil adquirir um imóvel, são muitos fatores envolvidos, por isso é imprescindível o papel deste profissional.  Por isso, este artigo te ajuda a entender quais são as atribuições de um corretor.

Avaliação do imóvel

Um corretor de imóveis tem expertise para avaliar todas as características de um imóvel, com base nisso consegue definir o valor do metro quadrado com responsabilidade. Esse item  garante segurança tanto ao comprador, que terá a garantia de não estar adquirindo um bem com valores acima do mercado, quanto para o vendedor, que poderá ter a certeza de receber um valor justo pela sua propriedade. Neste aspecto existem ainda fatores estruturais do imóvel. São analisadas as instalações hidráulicas e elétricas, pintura, piso e contra piso, portas, janelas, fechaduras, sendo minuciosos ao identificar possíveis problemas que poderão ser resolvidos antes de realizar a negociação do imóvel. Isso beneficia principalmente o comprador, já que ele receberá uma casa ou apartamento em melhor estado.

Documentação

Uma etapa fundamental durante a negociação de um imóvel é a conferência da documentação. Por se tratar de uma atribuição relativamente técnica, a atuação do corretor é fundamental para evitar erros e garantir um processo tranquilo e preciso. A lista pode ser extensa, vamos citar algumas:

Matrícula do imóvel atualizada: Deverá ser emitido no cartório de registro de imóveis da cidade onde se localiza o imóvel. A função desse documento é informar se o imóvel está envolvido em alguma ação judicial.

Certidão de situação fiscal/IPTU: Pode ser emitido na web em algumas cidades do Brasil. A analise a ser feita com esse documento é no sentido de saber se está tudo correto com o Imposto Predial e Territorial Urbano. E se não há dividas com o governo.

Habite-se: O documento é fornecido pela prefeitura e deve afirmar se o imóvel cumpre todas as normas da legislação e está apto a ser habitado, se ele for um imóvel novo. Somente o dono do imóvel pode retirá-lo, mas o corretor pode orientá-lo ou pedir uma procuração para efetuar o procedimento.

Declaração de débitos condominiais: Apenas para imóveis construídos em condomínios. Diz respeito à existência de valores em aberto ou não com o condomínio.

Imposto de Transmissão de Bens Imóveis/ITBI: Cobrado pela Prefeitura, essa taxa varia em cada cidade e pode chegar a 3% do valor do imóvel. Algumas cidades exigem o pagamento a vista, outras permitem o parcelamento. O corretor deve estar inteirado sobre as condições no mercado em que atua.

Escritura pública: A taxa por esse documento é diferente em cada estado e pode ser consultada  no site do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil (IRIB). O documento é cobrado pelo cartório apenas para quem não financiou o imóvel, já que “o contrato de financiamento com a instituição bancária já faz papel de escritura pública”.

Registro do imóvel: Também varia em cada estado e está disponível no site do IRIB, a cobrança é feita após o pagamento da escritura e do ITBI.


Certidão de Ônus Reais ou vintenária: Trata-se do histórico do imóvel e informa em nome de quem ele de fato está registrado. Existe também a certidão vintenária de ônus reais, como o nome sugere, traz os dados do imóvel em seus últimos 20 anos, costuma ser solicitada pelos bancos quando há um financiamento de imóvel a um cliente. Devem ser requeridas no R.G.I, r precisam conter endereço ou número de registro que estána matrícula do imóvel no Registro de Imóveis da circunscrição ou comarca a que ele pertence. Tem validade de 30 dias.

Segurança nas transações

Diante de todo o exposto  já percebeu que o papel do corretor de imóveis dificilmente trará insegurança, é justamente o contrário. O ambiente deverá ser de credibilidade diante da expertise destes profissionais. Sendo assim o corretor consegue cumprir com sua missão de realizar o melhor negócio. E ainda seguem as etapas de financiamento, das quais  ele também tem condições de prestar as principais orientações.

Fiscalização

É muito importante saber também identificar os corretores, de fato, habilitados,  para não cair nas mãos de pessoas de má-fé, é fundamental avaliar se a imobiliária ou o corretor possuem registro no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci), se está constituída formalmente com CNPJ e se a imobiliária tem respaldo jurídico.

Uma excelente compra, ou venda!

Inscreva-se em nossa newsletter!

E receba promocões e novidades do mercado de ímovel no seu email

Central de Vendas
(65) 3627.5555
Assessoria de Imprensa
(65) 3056.7280
Locação
(65) 3056.7219