Área do Corretor

Faça seu login com as suas credenciais.

Informe seu contato

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Blog

9 de outubro de 2017

Confira 6 dicas criativas para sua decoração de quarto infantil

O universo infantil é repleto de magia, afinal, a criatividade dos pequenos é imensa. E um dos locais que serve como espaço para o desenvolvimento desse lado nas crianças é o quarto. Portanto, por que não utilizar a decoração de quarto infantil para um propósito maior?

Muito mais que uma questão estética, a decoração pode ser um excelente recurso para estimular o seu filho desde o nascimento. No entanto, isso não significa que ela não tem nada a agregar quando a criança já está maior. Muito pelo contrário!

Pensando no quanto o quarto é um espaço importante para os pequenos, separamos seis dicas para que você consiga deixar a decoração muito mais criativa e com aquele toque mágico tão especial das crianças! Confira:

1. Escolha os móveis adequados

Aqui, a ideia é investir em móveis multifuncionais, que poderão ser utilizados por bastante tempo. Como a criança cresce rápido, é importante investir em uma mobília que não precise ser trocada a cada fase do desenvolvimento dos pequenos. Outro detalhe importante é a qualidade, ou seja, tudo precisa ser confortável.

Berço/Cama

Se o seu filho ainda é pequeno, há berços que seguem essa linha multifuncional e se transformam em cama apenas com a remoção de um dos lados da grade. Outras opções trazem ainda uma cama embaixo, ideal para aquele primo, amigo ou até irmão.

Essa adaptação do berço é importante especialmente naquela fase de transição do berço para a cama. Afinal, é como se fosse um “meio termo”: uma mini cama. Geralmente, nesse período, a criança vai ficando mais independente, pois passa a subir e descer da cama com mais facilidade.

E é quando surge a necessidade de alguns cuidados, afinal, a criança passa a acessar outros locais. Sendo assim, deixe fios e aparelhos elétricos longe, retire itens perigosos das gavetas mais baixas e utilize protetores de tomada.

Se o seu filho já estiver maior, algumas coisas mudam. O berço, por exemplo, precisa ser removido. A escolha da cama, então, deve priorizar outros aspectos, como o espaço disponível e a quantidade de crianças (se é um quarto para irmãos ou se é individual).

Algumas opções são: sofá-cama (ideal também para os momentos de brincadeira, pois a criança não precisa ficar no chão), beliche, cama tripla e bicama. Algumas peças têm também um gaveteiro, ideal para guardar roupas ou objetos infantis.

Já pensou em aproveitar o espaço acima das camas? Que tal fazer uma casinha? Uma cabana? Seu pequeno, sem dúvidas, vai adorar!

Trocador/Cômoda

Esse é um móvel que tem tudo para fazer parte da decoração por um longo tempo. Serve como trocador para os bebês e, conforme o crescimento, se transforma em um espaço para colocar objetos pessoais e brinquedos.

Para isso, prefira as opções mais clássicas. Por mais linda que aquela cômoda cheia de ursinhos ou flores pareça, com o tempo, isso pode não refletir mais a fase em que o seu filho se encontra.

Poltrona de amamentação

Embora muito útil nos primeiros meses, esse é um móvel que geralmente fica só ocupando espaço no quarto da criança com o tempo. A solução é escolher uma poltrona de amamentação mais clássica, que combine com a decoração do quarto mesmo após algum tempo e que seja útil.

2. Estimule a organização dos brinquedos

Essa dica serve não só para que o quarto esteja sempre organizado, mas também para o seu pequeno aprender que tudo tem o seu lugar.

Existem muitos modelos de cestos disponíveis e basta escolher um que combine com o restante da decoração. Enquanto os menores podem armazenar pequenos objetos e ocupar prateleiras (o efeito final fica lindo!), os maiores podem ficar no chão com os brinquedos preferidos e mais utilizados.

Ainda falando em organização: aposte em prateleiras! Além de práticas, elas também podem ser o grande destaque da decoração. Com diferentes formatos e de diferentes materiais, podem ser distribuídas de diversas maneiras na parede (sempre cuidando para não oferecer nenhum risco!).

Se você tem dois filhos, que tal colocar uma prateleira acima da cabeceira da cama de cada um? Deixe que cada um coloque seus objetos e sua personalidade ali!

3. Escolha as cores da decoração de quarto infantil

Não importa a faixa etária, se é menino ou menina, se é apenas um ou mais filhos. Aqui, existe uma dica que está diretamente ligada ao bem-estar que o ambiente vai proporcionar à criança: prefira cores suaves.

E isso não significa pintar todas as paredes de branco. Lembre-se de que o objetivo é criar um ambiente relaxante e isso pode ser resultado também da combinação de cores neutras com uma cor mais vibrante ou um papel de parede.

Escolha uma paleta de cores e trabalhe com diferentes tons de uma mesma cor. A vantagem de criar uma “base neutra” é que, conforme a criança vai crescendo, basta ir mudando os objetos, as cortinas, os tapetes etc.

4. Defina uma parede para brincadeiras

Que tal uma parede tipo lousa para o seu pequeno desenhar? Ou com rolos de papel? Se não houver espaço para isso, separe ao menos um espaço para que ele possa colocar as suas criações. Isso vai estimular cada vez mais a criatividade do seu pequeno artista!

Atualmente, existem opções de tintas laváveis e a base de água, ou seja, que não oferecem riscos à saúde!

5. Escolha um tema

Essa é uma tendência comum e, geralmente, costuma direcionar toda a decoração, sendo um bom caminho para quem fica meio perdido na hora de tomar decisões. Não gosta dos temas tradicionais como princesas e carrinhos? Que tal o fundo do mar? Marinheiros, florestas ou passarinhos?

6. Não se esqueça dos objetos decorativos

Quando falamos em objetos de decoração, nos referimos aos brinquedos, ursinhos, porta-retratos, enfim, aqueles itens que dão o toque final! Quando a criança é pequena, o ideal é equilibrar os objetos com o restante da decoração e, inevitavelmente, isso reflete muito as preferências dos pais.

No entanto, conforme o seu filho cresce, que tal pedir para ele participar dessa parte da decoração? Pergunte o que ele mais gosta e seus personagens favoritos, afinal, o cantinho precisa ser aconchegante e agradável para ele!

Se for um quarto para dois irmãos, separe um espaço para cada um. Eles podem ter preferências diferentes e é fundamental que ambos tenham lugar para se expressar.

Além desses objetos de toque mais pessoal, a decoração também pode contar com luminárias, almofadas, colchas temáticas, quadros, espelhos e placas. O único cuidado é quando a criança é muito pequena: alguns objetos podem ser perigosos e não devem, portanto, integrar a decoração!

Ter crianças em casa é sinônimo de ter sempre alegria em todos os cômodos. O amor que surge dessa relação precisa ser estimulado cada vez mais e uma das formas é através da decoração de quarto infantil. E como vimos aqui, não é porque o quarto é dividido entre dois irmãos ou porque a criança é muito pequena que a decoração não é importante, pelo contrário: ela tem muito a oferecer!

Gostou das dicas? Curta a nossa página no Facebook e continue acompanhando as próximas novidades!

Inscreva-se em nossa newsletter!

E receba promocões e novidades do mercado de ímovel no seu email

Central de Vendas
(65) 3627.5555
Assessoria de Imprensa
(65) 3056.7280
Locação
(65) 3056.7219