Área do Corretor

Faça seu login com as suas credenciais.

Informe seu contato

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Blog

7 de janeiro de 2016

Condomínio Legal

Na prática um condomínio pertence a todos os moradores, isso quer dizer que cada um deles têm direitos iguais, para que esta convivência compartilhada seja harmônica entra em cena a constituição jurídica do condomínio. E o Grupo São Benedito é especialista em descomplicar todas as questões jurídicas e administrativas de seus empreendimentos imobiliários.

Este grande diferencial não é comum, por isso, fique atento ao comprar um imóvel na planta e verifique com antecedência se a construtora inclui a entrega do edifício com o condomínio constituído, caso contrário isso pode significar ônus aos condôminos, os obrigando a terceirizar este serviço.

A formalização e a instituição dos condomínios do Grupo São Benedito ocorre em Convenção, que antecede a entrega das chaves, e todas as decisões pertinentes à formação da legislação do condomínio são tomadas pelos seus futuros moradores, compactuando assim normas que atendem aos interesses da coletividade.

 

E para garantir que este instrumento legal seja realizado com perfeição e total transparência, o Grupo São Benedito garante a melhor assessoria jurídica do Estado, o advogado especialista em Direito Imobiliário Miguel Zaim, conduz as Assembleias, definindo as formas de relacionamentos interpessoais nos espaços comuns do condomínio.

“O direito condominial vai muito além da formação de valores mensal revertidos ao empreendimento e da cobrança de inadimplentes. Antes abre-se um universo de possibilidades às regras, estipulando as normativas para o uso da propriedade, e aplicação das penalidades às pessoas que as desrespeitarem. Com a constituição legal ao condômino cabe o dever de respeitar as leis do código civil e do regimento interno, que regulam os direitos e deveres em condomínio”, explica Zaim

Tome Nota:

1 – Se a Convenção do condomínio contiver cláusulas que contrariem o novo Código Civil, elas perdem a validade.

2 – É competência do síndico ser o mediador nas relações entre vizinhos. Ele tem o dever de fazer cumprir o regulamento interno de forma democrática.

3 – A inadimplência é o principal caso tratado por advogados em discórdia entre condôminos.

Prevenindo Atritos

Garagem: Em geral é feito sorteio para a definição do local de vagas. 

Animais de Estimação: Algumas raças de grande porte podem ser vetadas no condomínio.

Espaços de Lazer: Agendamento prévio das áreas.

Miguel Zaim: É especializado em Direito Processual Civil, Direito Processual Penal, Direito Publico e Privado com Ênfase em Constitucional, Direito Ambiental. É Doutor em Ciências Jurídicas Sociais pela UMSA – Universidad Del Museo Social Argentino.

Inscreva-se em nossa newsletter!

E receba promocões e novidades do mercado de ímovel no seu email

Central de Vendas
(65) 3627.5555
Assessoria de Imprensa
(65) 3056.7280
Locação
(65) 3056.7219