Área do Corretor

Faça seu login com as suas credenciais.

Informe seu contato

Verifique o preenchimento dos campos destacados
Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Blog

14 de fevereiro de 2015

Maluf destaca valorização do empreendedorismo no Top Of Mind

A valorização das empresas que promovem investimentos, geram emprego e renda e conquistaram ao longo dos anos, credibilidade junto a população de Mato Grosso, foi destacada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), na última quinta-feira (10), no Buffet Leila Malouf, durante a 10ª edição do prêmio Top Of Mind, promovido pela revista RDM.

A família Maluf, com 55 anos de serviços prestados em Mato Grosso, gerando aproximadamente dois mil empregos diretos, recebeu o prêmio “Top Family”.

“Nossa família se encontra trabalhando em Cuiabá há mais de 50 anos, e essa homenagem é muito justa, reconhecendo o trabalho deste grupo empresarial onde o crescimento se confunde com a história do nosso Estado, especialmente na construção civil, saúde, comercio. Acredito que esse prêmio é o reconhecimento por todo esse trabalho”, afirmou o deputado Guilherme Maluf, que destacou que esta foi a primeira vez que a família foi homenageada coletivamente.

De acordo com Joseph Mikail Maluf, pai do deputado Guilherme Maluf, a homenagem é um reconhecimento do trabalho realizado pela família ao longo dos anos.

“Fico muito feliz, o povo cuiabano fazendo essa homenagem para nós, é uma coisa justa, porque são 55 anos trabalhando para Cuiabá, produzindo”, agradeceu.

Proprietário da revista RDM e organizador do prêmio Top Of Mind, João Pedro Marques, lembrou que quem premia são os consumidores através de pesquisas que são promovidas e os vencedores em cada categoria são conhecidos na semana de entrega da premiação.

“Cada estado tem o seu Top Of Mind, se a empresa preserva o seu nome está preservando a sua marca. Desta forma, as agências de publicidade podem mostrar que no segmento, aquela empresa é a mais lembrada”, explicou.

Sobre o prêmio “Top Family”, João Pedro Marques disse que este é o segundo ano de premiação desta categoria, e que a família é escolhida pela sociedade civil organizada. “A família Maluf está há quase 60 anos, construindo o desenvolvimento no Estado, gerando emprego e renda direta e indireta”, argumentou.

O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, representou o governador Pedro Taques (PSDB) no evento e parabenizou a família Maluf e os demais homenageados da noite, além do proprietário da revista RDM pela organização. “O Top Of Mind premia a credibilidade de pessoas e empresas. O seu premio se resume em uma palavra, credibilidade. Vi em todos os homenageados, a credibilidade que todos ostentam em seu ramo de atuação”, afirmou.

Também participaram do evento, os senadores Wellington Fagundes (PR) e José Medeiros (PPS) e o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB).
História de Samir Maluf

Mudando o Destino – Traçando uma História

O trabalho nos vinhedos era árduo e a crise econômica no Líbano tornava a lida na lavoura um sacrifício sem retorno financeiro. Nas terras da família Maluf na cidade de Zahle, a 52 quilômetros da capital Beirut, conhecida  pelo cultivo de vinhedos e pela produção de bons vinhos, o mais velho de 10 irmãos Samir Mikael Maluf foi tomado pela inquietude, queria uma vida mais digna e promissora para a família.

“A situação no Líbano ficava cada vez mais difícil, o vinhedo não garantia mais o sustento, e o desemprego era grande, não tinha trabalho nem no comércio. Trabalhávamos dia e noite nas vinhas e não havia mais retorno”, relembra Samir.

Na época o Líbano passava por fortes transformações políticas, as cinco províncias que compõem o Líbano moderno ficaram sob mandato da França, desta forma o País estabeleceu um sistema político único apenas em 1942, e conquistou à independência em 1943 e com a mudança de regime as tropas Francesas se retiraram em 1946. Neste cenário de pós-conflito e de reconstrução econômica e política Samir decide mudar a sua história.

Sem perspectiva de prosperar em sua Pátria em 1954, aos 23 anos, Samir traçou um plano, talvez o mais importante da sua vida, sem saber o que o destino reservava, projetou na América a oportunidade de trabalhar. Cruzou o oceano Atlântico, uma longa viagem com destino ao Brasil. Na época o País já não oferecia resistência à imigração, fato que indicava a possibilidade de trabalho e recompensa aos Libaneses.

Esperança e 100 Dólares no Bolso

“Planejei ficar no Brasil apenas sete anos, estipulei este prazo para conseguir me capitalizar e assim retornar ao Líbano para abrir algum tipo de comércio. Fui para Campo Grande, na época ainda era Mato Grosso, um irmão da minha mãe me acolheu, eu não sabia nenhuma palavra em Português. Cheguei com sede de trabalhar, estava ansioso para executar meus planos. Eu tinha apenas 100 dólares no bolso e fé na minha escolha”, conta Samir, com um sorriso orgulhoso.

O dinheiro não era suficiente para começar um negócio e nem garantiria a sobrevivência por muito tempo, porém, com ajuda do tio, comprou uma lanchonete. Era o início da sua marca forte, o empreendedorismo, com muito trabalho que começava ás seis horas da manhã e só terminava depois das onze da noite, Samir não via o passar das horas.

“Não parava nunca, na lanchonete comecei a aprender o Português, por lá conversávamos ainda outros idiomas, com imigrantes Europeus, era uma confusão de línguas, Português, Francês, Espanhol e Italiano. Em seis meses eu já falava Português, estava me abrasileirando”.

A lanchonete ficou pequena para o espírito empreendedor de Samir Malouf. Um ano depois, conseguiu pagar as prestações da aquisição da lanchonete para o seu tio, e realizou um importante feito, juntou 30 mil dólares com a venda do pequeno comércio e o lucro das vendas. Estava decidido, escolheu Cuiabá para ter um comércio maior. Samir então abriu uma loja de confecções, e criou uma receita própria.

“Eu vendia roupas e calçados com preços populares, mantinha uma margem de lucro menor, desta forma agradava e ampliava o número de fregueses. A propaganda era boca a boca, logo muitos já sabiam; que a minha loja vendia mais barato. Enquanto isso, os outros comerciantes comercializavam produtos com preços até três vezes superiores”.

Milagre da Multiplicação da Lanchonete a Construtora  – de 4 funcionários a 1.500)

Seu Samir, nem podia imaginar na época, mas tinha inventado a fórmula do “Milagre da Multiplicação” no comércio em 1955, a loja que começou com quatro funcionários pouco tempo depois tinha o triplo de colaboradores, e não parou por ai, seu Samir, começou aliar o comércio com pequenas construções. “Eu queria mais, acreditei que fazer pequenos salões e salas comerciais podia ser um bom negócio. Construí com sacrifício a primeira sala comercial e aluguei. Depois mais outras salas e salões foram feitos e eu não queria vender, optei pela locação, desta forma conseguia me capitalizar”, relembra.

Loja de móveis e eletrodomésticos inaugurada em 1.966

No ritmo de crescimento acelerado, fortaleceu ainda mais o comércio varejista tendo aberto de 1965 até 1991 sete empresas, em diversos segmentos, lojas de eletrodomésticos, móveis, materiais de construção, elétricos, hidráulicos, concessionária de veículos.

 

Rosa Mutran, esposa de Samir Maluf, inaugura em 1974 a Elétrica Irmãos Maluf

Dom Bonifácio Piccinini, Arcebispo Emérito de Cuiabá abençoou a inauguração de mais uma loja da família Maluf

Irmãos Maluf ( Kalil, José, Jorge e Samir )

Ainda não permeava os sonhos de o Libanês ter um império da Construção Civil, mas galgava rumo aos primeiros passos, no inicio da década de 70 construiu o primeiro empreendimento de destaque, um imóvel de 7 mil m² na 13 de junho, o edifício abrigou 24 apartamentos. Chegou ao início dos anos 90 a implantar a primeira indústria do grupo voltada para a construção civil com produção de tubos e conexões. A expansão dos negócios estava consolidada.

Edifício Maluf construído no inicio da década de 70 foi o primeiro grande empreendimento imobiliário. O edifício de 4 andares ganhou um dos primeiros elevadores de Cuiabá.

Sem ainda saber, seu Samir carimbou a marca dos grandes empreendimentos imobiliários quando os filhos Marcelo Benedito e Marcos Antônio foram inseridos nos negócios. Ambos foram imprescindíveis nesta tomada de direção. (Com a feição mais iluminada neste ponto da entrevista) seu Samir, sorri de contentamento ao enfatizar o orgulho que sente dos filhos em ter tomado a frente dos negócios, e conferir uma marca consolidada com o fortalecimento das empresas jamais arquitetado. “Meus filhos me honraram, meu orgulho é indescritível, sendo até difícil traduzir em palavras o que sinto diante do engajamento deles. Marcelo Benedito e Marcos Antônio tomaram gosto pela construção civil e não pararam mais. Trabalharam com afinco, e, com total maestria mantém o grupo da família Malouf sólido com mais de 1.500 colaboradores diretos”, explica.

Inscreva-se em nossa newsletter!

E receba promocões e novidades do mercado de ímovel no seu email

Central de Vendas
(65) 3627.5555
Assessoria de Imprensa
(65) 3056.7280
Locação
(65) 3056.7219